12.07.2013
MC Pocahontas convida para o "Nem aí"

Se você é uma ném, arrasa no rebolado, tem swing e faz todo mundo ficar ba-bando, então se pre-pa-ra

As produtoras Urca Filmes, Tetra Filmes e Burburinho Cultural buscam meninas para participarem de um reality show para TV Fechada.

As ném são meninas poderosas que não se abalam com o recalque das invejosas. Carismáticas, divertidas e orgulhosas do seu jeito de ser, as ném são do tipo “faz e acontece”, e não se preocupam em dar satisfação para os fofoqueiros de plantão, afinal elas se garantem.

O que você precisa ter para participar:

 

- Ser maior de 18 anos;

- Ser bonita,carismática e comunicativa;

- Ser ném e gostar de ser ném;

- Viver em zonas periféricas do rio de janeiro: subúrbio, comunidades e baixada fluminense;

- Ter um talento artístico, especialmente para dança: funk e hip hop;

- Não estar nem aí para o que acham de você!


 

Share
03.07.2013
Começa hoje a 11ª edição da FLIP

O grande homenageado da 11ª Festa Literária de Paraty (Flip), que acontece a partir dessa quarta-feira (3) e vai até domingo (7), é o escritor alagoano Graciliano Ramos. O autor de clássicos da literatura brasileira como Vidas Secas, Angústia e São Bernardo completaria, no próximo dia 27 de outubro, 120 anos.

Para o curador do evento, Miguel Conde, “a programação tem uma inflexão política forte, em primeiro lugar, porque a homenagem a Graciliano pede isso”. Das três mesas sobre ele, inclusive, duas têm a palavra ‘política’ no título. Miguel ainda afirma que o autor de “Vidas secas” e “Memórias do cárcere” tratava “diretamente nos livros desse lugar problemático do intelectual e do artista num país em que o letramento pode se tornar muitas vezes uma maneira de reiterar e marcar a divisão do país”. “Graciliano se bate muito contra a mistificação, certa ‘fetichização’ da figura do escritor. “Ele tem declarações muito irônicas a respeito disso. Graciliano buscava aparência de simplicidade precisamente para evitar contribuir com a manutenção do cenário e questioná-lo”, observa Conde.

História da Flip

A primeira edição da Flip aconteceu em 2003 e já recebeu autores como Julian Barnes, Don DeLillo, Eric Hobsbawm e Hanif Kureishi. Em cinco dias, a Flip realiza cerca de 200 eventos que incluem debates, shows, exposições, oficinas, exibições de filmes e apresentações de escolas.

Composta por 20 mesas que reúnem escritores, cineastas, quadrinistas, historiadores, jornalistas e artistas plásticos, todos os eventos são transmitidos na Tenda do Telão, com capacidade para 1.400 pessoas, e ao vivo, pela internet.

Paralelamente à programação principal, a FlipMais acontece na Casa da Cultura de Paraty e em outros locais da cidade promovendo pré-estreias e exibições de filmes, leituras de peças teatrais, exposições e debates.

 

Programação 2013

Na programação da Flip 2013 – que ficou desfalcada de sua principal atração, o francês Michel Houellebecq –, há autores premiados, mas nenhum que seja propriamente estrela fora dos círculos literários. Há gente como a americana Lydia Davis, o cientista político e poeta egípcio Tamim Al-Barghouti, o jornalista e escritor britânico Geoff Dyer e o bósnio Aleksandar Hemon. De última hora, outro destaque, o norueguês Karl Ove Knausgård, anunciou o cancelamento de sua participação. Outros conhecidos, entretanto, são os convidados que atuam em outras áreas que não a literatura de ficção, caso dos cantores Maria Bethânia, Gilberto Gil e dos cineastas Eduardo Coutinho e Nelson Pereira dos Santos

Vai rolar também uma programação extra para debater as recentes movimentações políticas que mobilizam o cenário nacional. Serão três novas mesas dentro da Tenda dos Autores com pensadores de diversas áreas, entre eles: Vladimir Safatle, André Lara Resende, T.J. Clark, Juan Arias e Marcos Vinicius Faustini

 

 

Share
26.06.2013
Tom Zé lança música inspirada nos protestos

Não é só o Latino que andou fazendo música inspirada nos protestos. Controverso e carismático, Tom Zé que andava sendo alvejado por muitos fans após emprestar sua voz para Coca-cola(crítica que gerou o Ep "Tribunal do Fecibuque"), agora manifesta seu olhar sobre conjuntura do país no seu novo som "Povo Novo". A letra estimula uma reflexão sobre a disputa de significado político que ocorre de forma conflituosa nas manifestações.

Confira: http://www.youtube.com/watch?v=nKmBwXMd2FA

 

"Quero gritar na

Próxima esquina

Olha a menina

O que gritar ah, oh

 

A minha dor está na rua

Ainda crua

Em ato um tanto beato, mas

Calar a boca, nunca mais! (bis)

O povo novo quer muito mais

Do que desfile pela paz

Mas

Quer muito mais

 

Quero gritar na

Próxima esquina

Olha a menina

O que gritar ah, oh

 

Olha menino, que a direita

Já se azeita,

Querendo entrar na receita, mas

De gororoba, nunca mais (bis)

Já me deu azia, me deu gastura

Essa politicaradura

Dura,

Que rapadura!"

Share
29.04.2013
Você já ouviu falar no projeto AMARTE?

AMARTE é um projeto desenvolvido pela Associação Beneficente AMAR, que se constrói a partir da realização de quatro oficinas: teatro, dança, violão e artes plásticas. Todos esses cursos visam criar um espaço de diálogo, influência criativa e transformação, além de promover visitas a teatros, museus, casas de show, entre outros equipamentos, democratizando seus acessos com ocupações culturais. Nesse sentido, o AMARTE tem como eixo central de suas ações o desenvolvimento da criatividade e da atitude participativa das crianças através da sensibilização artística educacional.  

 

Com a pretensão de atender a pelo menos 250 crianças e adolescentes dos bairros de Grajaú (RJ) e Cidade Nova (Duque de Caxias), o projeto é patrocinado pela Rexam e conta com a gestão e produção executiva do Burburinho Cultural.

Share
25.04.2013
1 ANO DE RIO SOM E CENA

Mês de abril mais que especial! 1 ano do projeto Rio Som e Cena - Todos para a Sala! Obrigado aos que marcaram presença e curtiram shows, concertos, oficinas e espetáculos incríveis conosco. E, também, aos que curtiram e compartilharam cada post aqui. Vocês também fazem parte desse trabalho!

 

Share
PRÓXIMO
ANTERIOR