03.07.2013
Começa hoje a 11ª edição da FLIP

O grande homenageado da 11ª Festa Literária de Paraty (Flip), que acontece a partir dessa quarta-feira (3) e vai até domingo (7), é o escritor alagoano Graciliano Ramos. O autor de clássicos da literatura brasileira como Vidas Secas, Angústia e São Bernardo completaria, no próximo dia 27 de outubro, 120 anos.

Para o curador do evento, Miguel Conde, “a programação tem uma inflexão política forte, em primeiro lugar, porque a homenagem a Graciliano pede isso”. Das três mesas sobre ele, inclusive, duas têm a palavra ‘política’ no título. Miguel ainda afirma que o autor de “Vidas secas” e “Memórias do cárcere” tratava “diretamente nos livros desse lugar problemático do intelectual e do artista num país em que o letramento pode se tornar muitas vezes uma maneira de reiterar e marcar a divisão do país”. “Graciliano se bate muito contra a mistificação, certa ‘fetichização’ da figura do escritor. “Ele tem declarações muito irônicas a respeito disso. Graciliano buscava aparência de simplicidade precisamente para evitar contribuir com a manutenção do cenário e questioná-lo”, observa Conde.

História da Flip

A primeira edição da Flip aconteceu em 2003 e já recebeu autores como Julian Barnes, Don DeLillo, Eric Hobsbawm e Hanif Kureishi. Em cinco dias, a Flip realiza cerca de 200 eventos que incluem debates, shows, exposições, oficinas, exibições de filmes e apresentações de escolas.

Composta por 20 mesas que reúnem escritores, cineastas, quadrinistas, historiadores, jornalistas e artistas plásticos, todos os eventos são transmitidos na Tenda do Telão, com capacidade para 1.400 pessoas, e ao vivo, pela internet.

Paralelamente à programação principal, a FlipMais acontece na Casa da Cultura de Paraty e em outros locais da cidade promovendo pré-estreias e exibições de filmes, leituras de peças teatrais, exposições e debates.

 

Programação 2013

Na programação da Flip 2013 – que ficou desfalcada de sua principal atração, o francês Michel Houellebecq –, há autores premiados, mas nenhum que seja propriamente estrela fora dos círculos literários. Há gente como a americana Lydia Davis, o cientista político e poeta egípcio Tamim Al-Barghouti, o jornalista e escritor britânico Geoff Dyer e o bósnio Aleksandar Hemon. De última hora, outro destaque, o norueguês Karl Ove Knausgård, anunciou o cancelamento de sua participação. Outros conhecidos, entretanto, são os convidados que atuam em outras áreas que não a literatura de ficção, caso dos cantores Maria Bethânia, Gilberto Gil e dos cineastas Eduardo Coutinho e Nelson Pereira dos Santos

Vai rolar também uma programação extra para debater as recentes movimentações políticas que mobilizam o cenário nacional. Serão três novas mesas dentro da Tenda dos Autores com pensadores de diversas áreas, entre eles: Vladimir Safatle, André Lara Resende, T.J. Clark, Juan Arias e Marcos Vinicius Faustini

 

 

Share
PRÓXIMO
ANTERIOR