fbpx

Como os conteúdos online podem ajudar a escola nesse momento de aulas remotas?

Como os conteúdos online podem ajudar a escola nesse momento de aulas remotas?

Com o avanço da pandemia do novo coronavírus e a suspensão temporária das aulas da rede de ensino, as escolas passaram a ter que procurar alternativas e estratégias de ensino para manter seus alunos engajados.

Não é de agora percebe-se a modernização de espaços, ferramentas e práticas educacionais, profissionais da educação em todo o mundo estão trabalhando por uma transformação cada vez mais profunda e efetiva no processo de ensino e aprendizagem. A pandemia acelerou bastante esse processo.

A inserção da tecnologia na sala de aula facilita também a inserção de mais conteúdos culturais na grade de ferramentas e novas estratégias de ensino,  atuando principalmente para estimular e engajar alunos, trazendo novas possibilidades para a prática pedagógica.

Os estudantes de hoje se comunicam muito naturalmente através de canais digitais, em alguns casos até mais que pais professores o que pode funcionar também como oportunidade de atualização e reciclagem de profissionais da educação. Ou seja, a interação nesses espaços tem muito a acrescentar à prática pedagógica.

Esses conteúdos podem variar tanto na temática quanto no formato. De teatro à literatura, do popular ao erudito, nacional ou internacional. As possibilidades são diversas e ricas, tanto como observadores quanto como aprendizes ou multiplicadores.

A Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, disponibilizou diversos conteúdos culturais entre quatro diferentes editorias: arte, patrimônio cultural, ciências e comunidade.

No site chamado USP Cultura em Casa, estão mais de 30 institutos da universidade, entre unidades de ensino, órgãos culturais, museus e laboratórios. 

Também estão disponíveis conteúdos musicais, oferecidos pela Orquestra Sinfônica da USP (Osusp) e pelo Coral da USP (Coralusp), que incluem apresentações e concertos, assim como videoaulas, exercícios de técnica vocal, textos e vídeos sobre música.

O Museu de Zoologia, disponibiliza para as crianças, materiais para colorir, que podem ser baixados e impressos.

E o Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG/USP) oferece atividades especiais para quem quer aprender mais sobre as Ciências da Terra e do Universo.

É certo de que a cultura é muito relevante no desenvolvimento humano e sua importância na escola vai mais além, essa atividade vai ajudar e permitir os alunos a desenvolver valores culturais e artísticos, vão saber se expressar melhor e recuperar os valores humanos. 

É por esses e muitos outros motivos que acreditamos que os projetos culturais vão contribuir para a formação de adultos mais responsáveis e compromissados com sua identidade.

Na construção de repertório cultural, a escola já tem um papel absolutamente fundamental. Assim, cabe à escola estimular a formação do repertório cultural. 

Seus recursos devem ser direcionados à formação integral dos estudantes, para que adquiram maior empatia, pluralidade de visões e amplifiquem sua sensação de pertencimento em relação à construção de nossa história e de nossa cultura.

Esse momento é de fazer do limão a limonada, a pandemia aumentou significativamente a oferta de conteúdo cultural online e a nossa sugestão é levar esse conteúdo para dentro da escola e não deixar sair.

Seja aprendendo, ensinando ou apenas contemplando experiências culturais podem, sempre, auxiliar a educação na transformação social.

Por |2020-07-30T12:09:18-03:002 junho 2020|burburinho|0 Comentários

Deixe um comentário