fbpx

Drive-in – Uma nostálgica oportunidade

Drive-in – Uma nostálgica oportunidade

Enquanto salas de espetáculo estão fechadas, drive-in ganha força como oportunidade de manter a arte viva de maneira presencial. Modelo que se popularizou há décadas passadas aparece como opção para marcas e empresas atraírem público em tempos de distanciamento social.

Os cinemas drive-in, popularizados na década de 1970 aqui no Brasil, estão voltando a ganhar espaço e não só como cinema. Apesar de precursor novamente, por ser uma das poucas atividades externas liberadas pelas autoridades até então, passou a ser um formato para desenvolvimento de entretenimento.

Nesses espaços a céu aberto, não há contato próximo entre espectadores e equipe assim como é respeitado o distanciamento mínimo de 1,5 m entre carros.  A venda exclusiva de ingresso online é mais uma das medidas de prevenção e combate ao novo coronavírus. Na entrada do drive-in, um funcionário usando equipamentos de proteção individual (EPIs) vai orientar o público sobre a localização da vaga comprada pela internet. 

Além da presença física do artista no palco há também a possibilidade de projetar a sua imagem é ampliada em telões e o áudio é sintonizado em cada veículo através de uma frequência de rádio FM.

Antes da pandemia, o Cine Drive-in Brasília, no Distrito Federal, era o único espaço voltado para esse formato de exibição em funcionamento no País. Atualmente, os empreendimentos se espalham por diversas cidades brasileiras, como São Paulo, Belo Horizonte, Florianópolis e Rio de Janeiro. 

Inúmeras são as possibilidades de projetos de drive-in, orquestras, artistas, músicos, companhias, ensaios e leituras abertas, também a produção audiovisual pode voltar a acontecer e com isso todo o trabalho de escritórios – seja de home office ou não – no âmbito da cultura e da economia criativa podem ganhar algum fôlego.

Cinema, teatro, show e até espetáculos circense já aderiram ao novo modelo de promoção de cultura. Além disso, marcas e agências, por sua vez, têm nesses espaços uma possibilidade de fazer ativações de marca, inserções de mídia e eventos.

Brasília recebe o primeiro evento cultural do Centro-Oeste para ser assistido no carro. O 1º Festival Drive-In: Cinema, música e teatro, no Aeroporto Internacional de Brasília, acontece de junho a agosto de 2020.

A programação completa estará sempre disponível nas redes sociais do evento e no site oficial www.festivaldrivein.com.br. As vendas estão abertas através do site www.sympla.com.br ou aplicativo (sympla). Os ingressos Família (por sessão) custam a partir de R$ 60,00 por CARRO (independente da quantidade de pessoas dentro do veículo).

A banda Roupa Nova, realizou live no dia 10 de julho, no primeiro “Drive In Show” do Rio de Janeiro, no estacionamento do Espaço Hall (antigo Barra Music), na Zona Oeste da cidade. A apresentação além de levar entretenimento e inovação, arrecadou fundos para o Retiro dos Artistas, no Rio de Janeiro, e para o Hospital de Amor, em Barretos.

O drive-in volta a ser tendência devido à pandemia do novo coronavírus e como as incertezas em relação ao mercado cultural ainda são latentes. Ao players do setor resta a reinvenção e o olhar atento às novas oportunidades, ao público, aproveite – com prudência e responsabilidade – o que já se tem disponível, um bom canal para acompanhar é através do  https://www.sympla.com.br/eventos/drive-in.

Por |2020-07-30T12:03:07-03:0020 julho 2020|Desafios da Cultura|0 Comentários

Deixe um comentário