fbpx

Editais de Cultura na Crise do Coronavírus

Editais de Cultura na Crise do Coronavírus

A pandemia de Covid-19 vem repercutindo não apenas na esfera da saúde em escala global, mas também repercussões e impactos sociais, econômicos, políticos, culturais e históricos sem precedentes na história recente.

A necessidade de ações para contenção da mobilidade social como isolamento e quarentena, bem como a imprevisibilidade da duração dessas medidas trazem a tona a emergencialidade do surgimento de novas propostas que minimizem os impactos negativos da pandemia.

A cultura e economia criativa foi um dos primeiros setores a sentirem os efeitos econômicos da crise provocada pela pandemia da covid-19, espetáculos e eventos foram cancelados e adiados, afetando milhares de artistas, técnicos e produtores.

A cultura no Brasil já vinha sentindo impacto negativo diante de políticas e decisões do governo e por tanto essa crise chega para o setor cultural e de indústrias criativas brasileiro no pior momento possível. 

O país não pode abrir mão de uma indústria que é criativa, inovadora e conectada a valores economicamente relevantes para o cenário que se apresentará no pós-crise. 

Felizmente, já começam a surgir ações emergenciais que visam ajudar os profissionais do mercado cultural neste momento difícil para toda a humanidade. Veja algumas ações importantes para o setor cultural, criadas neste período de pandemia:

Incentivo Econômico Governamental

O Governo de São Paulo, através da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, lançou linhas especiais de crédito para pequenos, médios e grandes negócios do setor cultural. Com a medida, que segue em vigor até 30 de abril, foi disponibilizado um total R$ 25 milhões em microcrédito — equivalente a 3,9% do PIB do Estado.

Há linha de R$ 200 a R$ 20 mil, com juros reduzidos a 0,35% ao mês, em parceria com o Banco do Povo. O prazo de pagamento é de até 36 meses com carência de 90 dias. A quem não tiver avalista, o limite de crédito é de R$ 3 mil.

Segundo a Secretaria da Cultura e Economia Criativa, a pandemia da covid-19 poderia resultar em uma redução de metade da receita prevista para o setor cultural em 2020 – o que geraria perda de R$ 34,5 bilhões e cerca de 650 mil pessoas sem fonte de renda.

Há também uma outra linha de crédito, anunciada pelo governador João Doria, para empresas paulistas com faturamento anual entre R$ 81 mil e R$ 90 milhões. São R$ 275 milhões exclusivamente para os setores de cultura e economia criativa, comércio e turismo.

O pacote destinará R$ 350 milhões para operações de até R$ 1 milhão, e R$ 150 milhões para operações com valor entre R$ 1 milhão e R$ 5 milhões. O financiamento é disponibilizado pelo Desenvolve SP, com taxa de 1,2%, carência de 12 meses e pagamento em até 60 meses.

No Rio de Janeiro, artistas fluminenses afetados pelo novo coronavírus que tiveram suas atividades culturais canceladas ou suspensas terão apoio do governo do estado. A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa vai lançar na quarta-feira (15) o edital “Cultura Presente na Rede” para seleção de premiação de ações culturais em todo território do estado. 

O valor do edital é de R$ 3.750 milhões e os recursos são do Fundo Estadual de Cultura, que será usado após 22 anos desde sua criação.  Poderão ser contempladas ações culturais nas áreas de música, literatura, artes visuais, audiovisual, dança, teatro, circo, moda, museus, cultura alimentar, expressões culturais populares inéditas, exclusivamente realizadas no âmbito do Estado do Rio de Janeiro. 

Serão selecionadas 1,5 mil ações culturais, contempladas de acordo com o preenchimento das vagas com premiação de R$ 2,5 mil reais por produção. Para concorrer o proponente precisa ter pelo menos um ano de atuação em sua respectiva área. As ações culturais serão exibidas em plataformas digitais do proponente e são divididas em quatro eixos: Manifestações artísticas, criação de conteúdos digitais, Oficinas culturais à distância e conteúdos audiovisuais.

Confira as informações completas http://cultura.rj.gov.br/governo-do-estado-lanca-edital-para-producoes-online/

Incentivo Econômico Privado

O Itaú Cultural lançou edital emergencial Arte como Respiro, sendo a primeira etapa focada em Artes Cênicas (https://www.itaucultural.org.br/secoes/noticias/arte-como-respiro).

Serão selecionados até 120 projetos – até 90 no eixo “trabalhos produzidos na quarentena” e até 30 no eixo “espetáculo cênico completo já gravado” – considerando critérios poéticos, apuro técnico, capacidade de realização e maior possibilidade de recepção de públicos.

Todos os selecionados receberão valores de até R$ 10 mil como remuneração pelo licenciamento dos direitos autorais do trabalho. 

O segundo edital  Arte como Respiro (https://www.itaucultural.org.br/arte-como-respiro-multiplos-editais-de-emergencia-musica) é voltado para os artistas e profissionais da música, impedidos de se apresentar presencialmente neste momento de necessidade de suspensão social. É dividido em duas categorias:

– Categoria autoral, na qual você poderá participar com composições próprias (ou em parceria com outras pessoas, desde que você esteja entre os compositores) de todos os gêneros musicais. 

– Categoria podcast, em que você poderá inscrever um podcast ligado à história da música brasileira, do ponto de vista de seu bairro, comunidade, cidade, região, contexto nacional, ou de movimentos musicais de sua escolha e/ou especialidade. Também poderão participar desta categoria profissionais que integrem a cadeia produtiva da música, como produtores, roadies, cenógrafos, técnicos, educadores, que poderão compartilhar histórias, experiências técnicas e/ou artísticas, reflexões etc. 

Há ainda no Arte como Respiro: Múltiplos Editais de Emergência edição destinada às artes visuais, https://www.itaucultural.org.br/secoes/noticias/arte-como-respiro-artes-visuais.

O Centro Cultural Banco do Brasil acaba de abrir as inscrições para o Programa Banco do Brasil de Patrocínio 2021/2022 – Edital CCBB (https://www.bb.com.br/pbb/pagina-inicial/sobre-nos/patrocinios#/).

O certame vai selecionar projetos para compor a programação do CCBB de Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP). 

Podem concorrer produtores (pessoa física ou jurídica) de todo o Brasil com projetos de Artes Cênicas, Cinema, Exposições, Ideias, Música e Programa Educativo.

Esperamos que este seja apenas o início de um novo ciclo ininterrupto de incentivo e apoio a cultura e a economia criativa no Brasil. Que essas ações possam inspirar e nos fortalecer para o que vier depois da crise. 

#FicaEmCasa #VaiPassar #ACulturaNãoPodeParar

Por |2020-04-20T16:59:25-03:0020 abril 2020|burburinho|0 Comentários

Deixe um comentário